Menu Content/Inhalt
header_2.jpg
 
Portugal com 3,5 milhões de pessoas sem 12.º ano
Portugal conta com cerca de 3,5 milhões de pessoas que não têm o 12.º ano de escolaridade, valores que reflectem metade da população activa no país.A ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, revelou esta sexta-feira, durante a apresentação dos resultados da avaliação ao programa Novas Oportunidades, que «mais de metade dos activos têm menos do que o 12º ano».

No entender da titular pela pasta da Educação, o programa Novas Oportunidades é um motor importante no combate ao «claro deficit de classificação» dos trabalhadores portugueses.

Desde 2006 que foram contabilizados no programa Novas Oportunidades quase 900 mil portugueses, o que corresponde a uma média de 20 mil novas inscrições por mês.

De acordo com a Lusa, o estudo apresentado revela algumas falhas existentes nop plano delineado, entre as quais se destacam o elevado número de pessoas a recorrer, o que gera um aumento das listas de espera, bem como a demora no encaminhamento e avaliação para entrada nos cursos.

A ministra explicou que a tutela já detectou estes problemas, mas acrescenta que «há dois meses lançou um concurso para novos centros». Maria de Lurdes Rodrigues coloca de parte a ideia de que a lista de espera é, somente, uma clara lacuna, sublinhando que, por outro lado, é também «reveladora do êxito do programa».

Na apresentação do estudo sobre a avaliação externa das Novas Oportunidades marcou ainda presença o ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, que frisou a importância do programa numa altura em que o desemprego tem tido um aumento significativo.

Fonte: Portugal Mail

 
< Anterior   Próximo >